Depressão Pós-Parto — Causas e Sintomas

A depressão pós-parto afeta muitas mães que acabaram de ter filhos, mas ainda é um assunto pouco abordado e considerado tabu. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o transtorno atinge de 12 a 20% das mulheres e gera mudanças de humor, crises de choro, tristeza, entre outros sentimentos difíceis. 

 

No Brasil, a Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) estima que uma em cada quatro mulheres pode desenvolver esse transtorno, portanto, é necessário desmistificá-lo para que mais mães saibam como agir e buscar ajuda. 

 

Neste artigo, vamos abordar: 

 

  • o que é a depressão pós-parto;
  • quais são as causas da depressão pós-parto;
  • quais são os sintomas;
  • qual é o tratamento.

 

O que é a depressão pós-parto?

Sentir uma espécie de melancolia após o nascimento do bebê é algo pelo qual muitas mulheres passam, inclusive há uma expressão, “baby blues”, que define isso. No entanto, esse é um quadro momentâneo que em 15 dias já começa a passar. 

 

A depressão pós-parto é ainda mais severa e pode se estender por um tempo maior. Os sentimentos ruins aparecem de maneira intensa, gerando desmotivação perante à vida e ter de lidar com a nova rotina torna-se um desafio. 

Quais são as causas da depressão pós-parto?

A depressão pós-parto é causada por uma série de situações, entre elas o desequilíbrio hormonal após o nascimento do filho, a privação de sono, a alimentação desequilibrada, históricos na família e a falta de apoio do parceiro. 

 

Após o parto, há uma queda muito forte de estrogênio e progesterona, e essa alteração contribui muito para o desenvolvimento da depressão pós-parto. Além disso, a produção de outros hormônios pela glândula tireoide também pode diminuir, gerando maior cansaço e tristeza. As mudanças no volume de sangue, pressão arterial, sistema imunológico e metabolismo também podem influenciar o humor.

 

Na perspectiva emocional, a mãe também pode sofrer com o transtorno devido à privação de sono, ao estresse, à pressão psicológica, à autoestima baixa e ao sentimento de falta de controle. 

 

Quais são os sintomas?

Os principais sintomas da depressão pós-parto são: 

 

  • irritabilidade;
  • choro constante;
  • sentir-se desamparada e sem esperanças;
  • menos energia e motivação;
  • desinteresse sexual;
  • transtornos alimentares;
  • dificuldade para dormir;
  • ansiedade;
  • se sentir incapaz de cuidar do filho e de encarar novas situações.

 

Qual é o tratamento?

Se você está sentindo esses sintomas por mais de duas semanas seguidas, pode ser que esteja com depressão pós-parto, então procure ajuda médica. É um momento difícil, mas não se sinta culpada por isso ou com vergonha de admitir. 

 

Estar deprimida após o nascimento do seu bebê não é o desejo de ninguém, mas acontece por questões do próprio corpo, que sofre alterações hormonais e emocionais. Quanto mais cedo você iniciar o tratamento, mais rápido vai melhorar. 

 

Não passe por isso sozinha, fale com seu médico e cuide da sua saúde mental para poder estar bem consigo e para conseguir cuidar do bebê com mais tranquilidade. Continue acompanhando o blog da Ampara para mais informações sobre maternidade. 

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *