Dificuldades das Mães Durante a Amamentação

A maternidade é um momento único e maravilhoso para as mamães, mas não é um mar de rosas. Também há dias de muita dificuldade. Um exemplo disso é que durante a amamentação, algumas mulheres sentem dores e passam por alguns problemas. 

 

Continue lendo o artigo para saber o que fazer caso sentir dificuldades para amamentar seu bebê. 

 

Desafios da amamentação e como superá-los

O leite materno é essencial para o desenvolvimento do bebê. A Organização Mundial da Saúde recomenda que nos primeiros seis meses de vida, ele deve ser a primeira e principal fonte de nutrição

 

Por ser um processo tão importante na vida de um recém nascido, algumas mães se sentem muito preocupadas por terem dificuldades na amamentação, mas é algo totalmente normal. Cada pessoa é diferente, o que significa que algumas vão ter mais facilidade que outras e isso faz parte da maternidade. 

 

Veja a seguir alguns dos desafios que as mães podem sentir durante esse momento.

 

Dores e rachaduras ao amamentar

Sentir dor durante a amamentação é muito comum, principalmente no começo. Isso porque a mulher precisa se acostumar com a lactação, então, é normal levar um tempo para se acostumar com a sucção.

 

Porém, pode acontecer de os seios ficarem rachados ou terem um acúmulo muito grande de leite. Para evitar esse tipo de problema é importante que o bebê tenha a pega correta, ou seja, que ele consiga mamar com boca bem aberta e que o mamilo seja direcionado ao céu da boca dele. Esse método proporciona um fluxo maior de leite e é mais confortável para a mãe, evitando a dor de quando o bebê suga somente o “bico do peito”.

 

Existe uma forma bem natural de curar as rachaduras nos mamilos. Quando o seu bebê terminar de mamar, passe algumas gotas do próprio leite em todo o bico e deixe secar. As propriedades do líquido ajudam a hidratar a região. Converse com o seu médico para ter mais orientações.

 

Pouco leite materno

A baixa produção de leite materno é um dos desafios das lactantes. Em alguns casos pode ser derivada de uma hipoplasia mamária, que é uma malformação da mama. Em outras situações, a pouca quantidade de leite ocorre, pois o bebê não suga corretamente ou há uma interrupção da livre demanda (ou seja, quando a mãe tem horários restritos para a amamentação, em vez de dar de mamar livremente, sempre que o bebê tiver fome).

 

Para evitar esse problema é essencial estimular a lactação.  

 

Mamilo invertido

O mamilo invertido, como o próprio nome indica, é quando o bico do seio fica voltado para dentro, o que dificulta a pega adequada. Nesses casos, é um desafio para o bebê sugar o seio. Por isso, é importante que a mãe recorra à orientação de um médico para saber o que é mais adequado fazer, pois utilizar conchas e bicos de silicone pode atrapalhar ainda mais a situação. 

 

Se você estiver passando por alguns desses desafios na amamentação, não se sinta sozinha. É comum e muitas mulheres passam por isso. Se a situação estiver muito difícil, procure sempre a ajuda de um profissional da saúde. Acompanhe o blog da Ampara para continuar se informando sobre a maternidade! 

Compartilhe!

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no whatsapp
WhatsApp
Compartilhar no email
Email
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *